Rock Life Style

Mais do mesmo, só que agora com boné trucker, cinto de caveirinha e sem tanta sombra, embora rímel seja sexy (mentira! ainda tem sombra)

quarta-feira, dezembro 13, 2006

 

Big river

Estou com essa música do Johnny Cash na cabeça o que será que isso significa?

Ela fica aqui martelando e martelando, não que ela seja ruim (traço inerente a grande parte da músicas qeue grudam no fundo do hipotálamo), acredito que descobri um exceção à regra.




Ouvindo: Johnny Cash - Big River

segunda-feira, novembro 06, 2006

 

clean up the world!

Sim, estou vivo acontece que esse tal de tempo está se tornando pouco, to achando que andam roubando horas do meu dia, não tenho tempo pra mais nada o que... em última análise se reflete nesse blog, existem post encruados no meu email e idéias atracadas na minha cabeças mas o tempo corre dodivanas por ai... ou a rédea escapa da minha mão? sei lá... sem tempo pra pensar nisso

fatos rápidos:

1. Rhanay está linda e bela (e riscada)
2. tenho um monitor grande (só falta um pc decente)
3. zombiewalk foi massa
4. eu gosto de programar
5. meu dia precisa ter 234324 horas

Agora fui porque eu preciso dormir e acordar daqui a pouco

terça-feira, agosto 22, 2006

 

Modernidade Líquida

Overflow de informação, o mal do mundo moderno... quando eu leio a popload do lucio (não merece o link porque não tem rss, e ainda quer ser descolado... mas eu leio hehehe) tenho a impressão de que simplesmente para quem não é pago para isso, não há como se informar sobre as coisas mais quente... ou voce precisa de resumos muito bons (e isso explica a minha implicância com a falta de rss lá) ou você passa muuuito tempo na frente de um monitor... é tanta coisa boa, tanta novidade, tantos sites para ler que dá vontade de... ficar bem aqui sentadinho sem fazer nada, como o caso daquele americano que dá curso de inglês na favela que foi no jô soares e contou que uma vez acordou e queria sair pelos dois lugares da cama(?!) e ficou lá parado por algumas horas até decidir por que lado ele queria sair.

Modernidade líquida, como diz o livro... ela simplesmente esvai pela mão, o que hoje é "in" no próximo refresh de uma página já é "out".

O que explica o aparecimento de uma salvação-do-rock por url acessada, e um novo termo baseado em vídeos-non-sense-powered-by-youtube a cada segunda, é como um "tapa na pantera", acho que estamos "bebendo no inferno e cão é que bota pá nóis bebê"

A língua é líquida.

E diz que a nova onda é ser gótico, pelo menos é o que tá rolando na europa, enquanto aqui dreads estão na moda como forma de lutar contra O "Sistema Capitalista", enfeitando e incomodando as cabeças de pessoas que pagam até 800 reais para mostrar desapego à vaidade.

A futilidade é líquida.

E o myspace faz sucesso né? Acho que freud explica porque sempre torcemos para o mais fraco, tem relação com o fato de nos identificarmos com quem está em desvantagem, por isso todo mundo acha "mó istaile" quando uma banda faz mais sucesso no myspace do que na HisRecords, é o futuro! é o futuro! dizem os jornalistas, mal sabem que isso é o presente...

O tempo líquido.

Então todo mundo tá escutando Smiths e Cure certo? Editors? Interpol? She Wants revenge? é o futuro... 9 Gigas de mp3´s no meu Ipod, incluindo as mais escutadas no last.fm, 98 bandas naquela partes escrita "Músicas" no meu porfile do orkut e minha playlist só tem 10 itens, porque são as que eu mais gosto...

A quantidade é líquida.

E a marimoon apareceu novidalog da mtv né? e na capricho também! E de cabelo azul! (como é gata), mas agora não posso falar, tenho que jogar um pouco com minha persona em second life pra ver se eu consigo comprar aquele carro pro meu personagem ficar mais legal, e não é que aquela banda que eu ouvi no myspace tá no Jornal da MTV? olha que legal ela assinou com uma gravadora! Mas peraí... ela já acabou?

O estrelato é líquido.

Perai que vou bem ali pegar muuuitas garrafas... mas só depois de ver alguém deixou scrap... e ver quando snakes on a plane será exibido por aqui.

domingo, agosto 20, 2006

 

uma vez atleta...

Ontem foi a primeira vez que fiz comida na minha casa, tá certo que foi só esquentar a água para colocar no cup needles... mas isso é comida certo? casa quase toda limpa... só o quarto que continua parecendo uma área para praticar parkour (na verdade eu meio que pratico isso pra conseguir chegar no colchão, "coisa de homem solteiro morando só" diria minha sagrada mãe, "o nome disso é preguiça" diz o filho-solteiro-que-mora-só, eu acho interessante olhar ao redor e perceber as nuances dessa "arrumação exótica" do quarto, às minhas 9 horas tem uma girafa (?!) em cima de um dvd pornô (como é minha girafa o comportamento é mais que normal), às minha 10 está o morrissey (esticando o braço pra pegar na minha meu e eu bancando a egípcia aqui), às minhas 12 horas está o nintendo (i'm a old school nerd bitch!), as minhas 3 horas o sagrado modem, que me dá acesso aos campos elíseos, também conhecido como internet, tudo muito bem arrumado e lógico... como este que vos fala

agora que eu vou bem ali, saltitante para tomar um suco de manga (sim a minha geladeira tem suco de manga! e sim! eu tenho uma geladeira! e sim! eu tenho copos para tomar o suco! mais alguma pergunta?)

sábado, julho 01, 2006

 

só pra constar

CHUPA BRASIL!!!

FUTEBOL É MEU CU!

COSTA DO MARFIM SEMPRE!



Ouvindo: Johnny Cash - Folsom Prison Blues

segunda-feira, maio 22, 2006

 

sim! existe vida aqui....

...só que vida sem acesso digno a internet

segunda-feira, abril 03, 2006

 

tons pastéis

Tá certo eu admito, sou um romântico incurável, daqueles que se imaginam dentro de Histórias de Amor, tiradas de algum filme água-com-açucar que a nós achamos ridículos mas que queremos casar com a mocinha no final (e que fique registrado: eu quero casar com a clemenite).

A verdade é que eu sempre sinto uma certa tristeza ao ir dormir.

E a essa altura dos acontecimentos me ocorre que isso não tem mais relação com a extrema tristeza que eu sentia a alguns dias átras, sobre como a máscara que eu carregava pesava, não isso são águas passadas, e todo mundo sabe que elas (as águas) não movem os velhos moinhos (ou seriam gigantes?), pelo menos um motivo não existe mais, demônios não são eternos.

A verdade é que acho que a palavra correta não é tristeza.

Creio que o que me falta é o romance, não no sentido de "não haver romance", mas no sentido de "não ser possível haver romance" e por deus! ainda bem que existe um imenso abismo que divide o "não haver" com o "não ser possivel", pelo menos isso esquenta um pouco mais o travesseiro à noite.

A verdade é que de mim falta a metade.


Como pontadas no peito, sem pontadas no peito, o olhar para o lado, vazio, não eu, mas o lado...

A verdade é que com o sangramento maior estancado, os menores clamam atenção.

Isso tudo me lembra a história da lagarta que entra numa crisálida e vira borboleta, a questão é que me falta ainda ver a borboleta...

A questão é que sinto saudades, retirado da wikpedia:

"..lembrança carinhosa de um bem especial que está ausente acompanhado de um desejo de revê-lo ou possui-lo."

De repente o google me explique melhor que eu mesmo

Por enquanto me concentro na parte do revê-lo, as explanações e implicações, ficam para uma data vindoura.

Ouvindo: Los Hermanos - Tá Bom

Archives

Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Maio 2005   Junho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Abril 2006   Maio 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?