Rock Life Style

Mais do mesmo, só que agora com boné trucker, cinto de caveirinha e sem tanta sombra, embora rímel seja sexy (mentira! ainda tem sombra)

domingo, outubro 30, 2005

 

A Sagrada Cruzada

"Eu encontrei-a quando não quis
mais procurar o meu amor
e quanto levou foi pra eu merecer
antes de um mês eu já não sei
e até quem me vê, lendo jornal
na fila do pão sabe que eu te encontrei"

Como o alex do LLL disse: o que mais doi sao as felicidades passadas, passar por um lugar e lembra dos momentos felizes, ouvir as músicas e lembrar dói, talvez dilacere mais que a saudade em si, porque no fim todo mundo gosta de estar bem, talvez essa dor dilacerante esteja profundamente ligada a vontade de reviver esses momentos que ficaram para trás... e dói... talvez isso explique a teoria dos casamentos-depois-de-longos-namoros, niguém em sã consciência consegue viver com esses fanstasmas de felicidades rondando, esses sim são os que assombram, os que dão medo, os que machucam...
"E ninguem dirá
que é tarde demais
que é tao diferente assim
o nosso amor
a gente é quem sabe pequena"

O que mata são os detalhes... a forma que uma palavra é dita, um refrão, um cheiro... quanto menor, mais dolorido, pelo menos isso passa despercebido entre todo o resto do mundo e o que se percebe sao apenas olhares perdidos no infinito e olhos estranhamente molhados, embora nao hajam lágrimas...

"Ah vai! Me diz o que é o sufoco que eu te mostro alguém
a fim de te acompanhar
e se o caso for de ir a praia
eu levo essa casa numa sacola"

E quando isso eh perdido de alguma forma, todos esses momentos tornam-se lembrancas tristes, de repente a negação é uma boa forma de se esquivar deles, embora ninguém queria esquece-los, pois embora doloridos, foram momentos - na falta de uma denominação melhor - felizes, únicos, que só os dois conhecem, que ficaram, que marcaram, que doem...
. . .
E nessa hora em que a tristeza se aloja dentro de um coração cheio de lembraças, e mascara isso com a necessidade de não ficar só, talvez isso explique casamentos-depois-de-longos-namoros, se voce entender um longo-namoro como uma coleção imensa de momentos felizes, seria necessario uma vontade de ferro e um coração de pedra para resistir a tudo isso
. . .
O problema é quando essa busca por um genérico para o especifico não retorna resultados esperados, que são sedar a tristeza, assim como uma droga as crises de abstinências são fortes e sofridas... e como dói...

Pelo menos acabam rendendo posts bons... ou pelo menos longos...

Ouvindo: Los Hermanos - Último Romance

Comments: Postar um comentário



<< Home

Archives

Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Maio 2005   Junho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Abril 2006   Maio 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?